Archive for the ‘tecnologia’ Category

Eu vou: Campus Party 2009

12 janeiro, 2009
Dia 20 de Janeiro estarei me juntando a outros 4000 nerds no “maior evento de inovação tecnológica e entretenimento eletrônico em rede do mundo”!
O evento ocorre em São Paulo e ainda restam algumas vagas. O link está na imagem à esquerda.
Até lá!
Anúncios

O pior jogo do mundo

23 julho, 2008
Apesar do Angry Video Game Nerd* achar que ele testa os piores jogos do mundo, acredito que ele nunca jogou o PIOR JOGO DO MUNDO. A página da Wikipedia que descreve o jogo, Big Rigs: Over the Road Racing, é simplesmente de chorar de rir.

Aqui vai uma tradução livre de parte do texto:

Big Rigs: Over the Road Racing é um jogo de corrida lançado para PC pela Stellar Stonne LCC em 2003. Devido a uma séria falta de funcionalidades no lançamento, o título recebeu análises negativas no mundo todo, com muitas críticas referindo-o com o pior jogo de todos os tempos.

Jogabilidade

A caixa do jogo Big Rigs afirma que o jogador pode “correr através do país, com policiais a sua perseguição”. Alex Navarro da GameSpot disse que essa descrição do jogo não é nada mais que “horríveis, mentiras horríveis”, já que não há policiais no jogo. E mais, ele diz que, os veículos oponentes controlados pelo computador têm nenhuma IA (Inteligência Artificial) e nunca saem da linha de largada, fazendo a descrição do jogo como “corrida” questionável.

Não existe praticamente nenhum obstáculo para o jogar se preocupar em Big Rigs, já que o caminhão pode livremente dirigir para fora e para dentro das estradas sem qualquer perda de tração, subir e descer elevações de 90º sem ganhar ou perder velocidade, através de estruturas como prédios ou árvores, simplesmente caindo de pontes, e até fora dos limites do mapa em um verde vazio sem fim. Quando o veículo do jogador engata a ré, a velocidade aumenta infinitamente, mas o caminhão pára imediatamente quando a tecla de aceleração é solta.

Apesar do jogo apresentar cinco pistas para escolher, apenas quatro realmente funcionam. Uma quinta, intitulada “Nightride”, não funciona e apenas selecioná-la faz o jogo fechar.

Quando se completa a corrida, o jogador é presenteado com uma representação digital de um troféu e o texto “VOCÊ É UM VENCEDOR” (sic). O jogo freqüentemente falha em distingüir entre quando o jogodar está começando ou terminando a corrida quando ele passa pela linha de chegada, isto é, a tela de felicitações aparece segundos depois do jogo começar, fazendo que o jogo termine assim que começa.

Stellar Stone lançou um patch para “arrumar” algumas das falhas do jogo. Com o patch, o oponente participa da corrida, mas pára antes de chegar na linha de chegada. O quinto mapa que faz o jogo falhar quando selecionado foi também corrigido. Entretanto, o patch substituiu a pista quebrada por uma exata imagem espelhada da primeira pista. Vários dos problemas ainda persistem com o patch.”

Hehe, o texto continua com alguns comentários e críticas recebidas pelo Big Rigs como essa:

“Tão ruim quanto a sua mente consegue compreender” – Alan Navarro da GameSpot.

Acho que essa é minha página do Wikipédia favorita.


* O Angry Video Game Nerd é um sujeito que faz análises dos piores jogos de console já lançados pela humanidade na forma de vídeos disponibilidados na sua página. Muitos dos vídeos garantem boas risadas.

Sério? Achei que tinham sumido com mágica!

30 janeiro, 2008

Precisou de um analista pra dizer o que aconteceu com 1 milhão de aparelhos iPhone vendidos mas que não utilizam os serviços da AT&T!

Há sites que ensinam como fazer o desbloqueio em 20 minutos da bugiganga mais esperada de 2007.

O Brasil sequer possui serviços de telefonia móvel da AT&T e quem de vocês não tem um amigo que tem um iPhone no bolso, funcionando que é uma beleza?

Sério, um analista?

Vi no Globo

Nerds sociais

28 janeiro, 2008

Você sabe o que é uma Lan Party? Eu participo de um grupo que há 10 anos organiza este tipo de evento (conhecido por nós apenas com o nome de “rede”). Costumo dizer que é a coisa mais nerd do mundo. Apesar de nerd, é bastante social.

Funciona mais ou menos assim: um de nós cede a casa (apartamento, salão de festas, garagem). Aí cada participante se encarrega de levar o próprio computador. Lá todos os computadores são conectados e formam uma LAN. Durante um final de semana jogamos sem parar (sic) em rede.

Meu amigo Blah, um dos participantes deste mesmo grupo, fez um trabalho para a faculdade que consistia de um documentário sobre Lan Party e fez questão de sediar uma só para fazer as filmagens.

Eu apareço como figurante, mas é apenas uma pequena ponta. O filme tem 14 minutos e tem toques de comédia.

Assista por este link.

5 previsões para os próximos 5 anos da IBM

27 dezembro, 2007

Duas vezes por ano, a IBM lança uma lista de 5 previsões para os próximos 5 anos. A lista deste final de ano está aqui e segue um resumo rápido:

  1. Será mais fácil ser ecologicamente correto e economizar dinheiro ao mesmo tempo: Eletrodomésticos conectados poderão ser controlados remotamente, além de alertar ou informar sobre o próprio consumo aos donos.
  2. A maneira que você dirige será totalmente diferente: A conectividade entre carros e estrada será uma realidade: evitando congestionamento, acidentes e reduzindo até a poluição.
  3. Você é o que você come, então você saberá o que você come: Informações detalhadas sobre todos os alimentos que compramos e consumimos estarão disponíveis, através de uma rede de comunicadores, sensores e rastreadores.
  4. Seu celular será sua carteira, seu guia turístico, seu banco, seu conselheiro de compras e mais: O celular irão concentrar todos os tipos de aplicativos que irão ajudar em diversas tarefas diárias e aumentar a interatividade entre as pessoas.
  5. Médicos farão melhores diagnósticos: A tecnologia vai permitir que os médicos sejam cada vez mais precisos nos diagnósticos dos pacientes, detectando detalhes antes imperceptíveis.

Talvez a lista acima possa ser aplicadas a países desenvolvidos, mas no Brasil é difícil imaginar tudo isso em 5 anos. Quem sabe 20? De qualquer forma, o futuro parece bem promissor!

Vi na Slashdot.

Ponto pro Firefox 3!

21 novembro, 2007

Usuários do Firefox 2, como eu, já devem ter percebido o consumo absurdo de memória que o Firefox vem fazendo. Boa notícia li agora na Slashdot. O size ZDNet testou o novo navegador Firefox 3 beta 1 contra outros navegadores.

O teste consistia em carregar 12 páginas e aguardar 5 minutos, veja como eles se saíram:

  • Firefox 2 – 103.108 KB
  • Firefox 3 beta 1 – 62.312 KB
  • Internet Explorer – 89.756 KB

Ainda não baixei, mas agora estou ansioso por uma versão final!

Dever de casa: Escrever na Wikipédia

7 novembro, 2007

Segundo este artigo, a professora Martha Groom da University of Washington-Bothell mudou o formato do trabalho semestral. A partir de agora, ela pede que seus alunos façam um artigo original ou uma grande reformulação em um artigo já existente na Wikipédia.

Genial!

Falar somente da Wikipédia e de como ela é uma ótima fonte de conteúdo e informação já me renderia um longo post. Mas o exemplo da professora é suficiente. E deveria ser inspirador para outros educadores.

A Wikipédia em português é uma das maiores do mundo, com mais de 300 mil artigos. Ainda assim é uma fração da inglesa (com 2 milhões de entradas!). Isto é, há muito trabalho a ser feito. Gostaria muito de ver professores brasileiros usando o mesmo tipo de didática (será que já tem?).

Trabalhos úteis para a sociedade são um ótimo caminho para os professores. E a Wikipédia não é a única forma. No meu último ano de faculdade, o professor sugeriu um trabalho para melhorarmos um software livre e, se possível, devolvê-lo melhorado à comunidade.

Ganha o aluno que vê seu trabalho reconhecido (e não apenas engavetado ou jogado no lixo) e ganhamos todos nós, antes mesmo dos alunos estarem supostamente “prontos”.

É uma verdadeira situação de ganha-ganha!

Vi na Slashdot. (Onde as discussões sobre este e outros assuntos tem sempre um ótimo nível)

Uma carteira de habilitação híbrida, por favor!

9 outubro, 2007

Yamaha mostra protótipo de moto com quatro rodas

A Yamaha anunciou nesta segunda-feira o Tesseract, um novo modelo de motocicleta híbrida com quatro rodas. O aparelho ainda é um protótipo e será apresentado no Tokyo Motor Show.



O Tesseract tem um motor V-Twin, híbrido de elétrico e a combustão. A Yamaha diz que o veículo é aproximadamente da mesma largura que uma motocicleta convencional, portanto fácil de estacionar. A moto também tem um dispositivo que a mantém em quando parada.

O valor do Tesseract ou sua data de lançamento ainda não foram divulgados.

Fonte: Terra.

Tecnicamente não deixa de ser uma moto?

Larga essa bola e vai jogar videogame, moleque!

21 setembro, 2007

Videogames, vistos pelos pais como grandes inimigos do estudo, estão aparecendo em salas de aula japonesas. Em um número crescente de cidades, professores esperam utilizar os consoles, como o Nintendo DS, para ensinar os alunos. O rendimento dos estudantes aumentou em 40%.

A estratégia parece estar funcionando em uma sala de Tóquio, onde estudantes têm aulas extra-curriculares de matemática nos sábados de manhã. Saito Miyauchi, 12 anos, fez 45 contas de multiplicação em 15 minutos, sendo o melhor da sua sala. “Me acostumei rapidamente”, diz o garoto enquanto utiliza o aparelho com uma caneta especial.

Dos 26 estudantes de 12 a 14 anos que foram aconselhados a assistir à aula para melhorar suas notas, metade aparece para a sessão extra no final de semana na escola pública de Wada.

A instrutora voluntária Kyoko Yamaguchi disse que inveja as crianças de hoje em dia. “Isto era impensável quando eu estava no colégio”, disse a professora, cujos filhos se formaram em Wada há 20 anos.

A cidade de Yawata, no oeste do país, expandiu o aprendizado com o DS este ano, utilizando o aparelho para ensinar inglês. Nos quatro colégios da cidade alunos usam o DS por 10 minutos todas as manhãs para aprender novas palavras.

Por um valor 15 vezes menor que um computador pessoal, o DS é uma ferramenta econômica de ensino. Alunos utilizando o console aumentaram suas notas em 40% no Japão.

Fonte: Terra

Garoto de 12 anos recebe US$ 6,5 Milhões para começar empresa

20 setembro, 2007

Um garoto de 12 anos fundou nos EUA uma empresa de vendas de itens de jogos virtuais no Vale do Silício. A idéia é centralizar o comércio de vários jogos do estilo MMORPG em apenas um sistema e de dentro do próprio jogo.

Ele afirma já ter fechado acordo com sete jogos, que possuem um total de 10 milhões de jogadores. Duas empresas de investimento apostaram US$ 6,5 milhões de dólares na idéia do garoto.

Este é o site da empresa da criança: PlaySpan.

Vi na Slashdot.